Dono de tabacaria é detido por contrabando durante fiscalização do cumprimento do decreto de prevenção ao novo coronavírus

Alvos são bares, restaurantes e estabelecimentos que não estão seguindo o decreto, que determina a suspensão de atividades não essenciais em Curitiba.

Polícia e fiscais da prefeitura fiscalizam o comércio da capital O dono de uma tabacaria foi detido neste sábado (4) durante a Ação Integrada de Fiscalização Urbana (Aifu) para a verificação do cumprimento do decreto para a prevenção do novo coronavírus, em Curitiba. Equipes da Secretaria Municipal de Urbanismo e da Polícia Militar (PM) foram mais uma vez às ruas para essa fiscalização.

Os alvos são bares, restaurantes e estabelecimentos que não estão seguindo o decreto, que determina a suspensão de atividades não essenciais na cidade.

Coronavírus: Em quatro dias, 37 estabelecimentos são interditados em Curitiba por descumprirem regras, diz prefeitura Denúncias A fiscalização começou na tabacaria, que fica no Centro.

A Aifu já havia recebido denúncias de que essa tabacaria estava funcionando.

Mas, como não é um serviço essencial, esse tipo de estabelecimento não pode abrir. Quando os ficais e a Polícia Militar chegaram ao local, a tabacaria estava com a porta aberta.

Na vistoria, a PM e os fiscais encontraram muitos produtos sem nota fiscal e também ser origem. Mais de 1,5 mil carteiras de essência usada para narguilé foram apreendidas.

O dono da tabacaria foi multado em mais de R$ 2,1 mil pela Secretaria de Urbanismo da Prefeitura de Curitiba.

Ele foi detido e encaminhado para a Polícia Federal (PF) por contrabando.

“Além do funcionamento irregular, a gente também verificou muitas mercadorias que são de origem paraguaia e não tiveram entrada no país de forma correta”, disse a tenente Malere, da PM.

Fiscalização Depois, a fiscalização continuou pelo Centro da cidade, com orientação em uma lanchonete. Um carro que estava estacionado em vaga de “Carga e Descarga” irregularmente foi guinchado.

O veículo tem placas de Londrina, que fica no norte do Paraná. Agora, o dono vai ter que retirar o carro do pátio da Secretaria de Trânsito de Curitiba.

Uma lanchonete no Cajuru também foi alvo de fiscalização.

Como não tinha irregularidades, o dono recebeu apenas orientações. A ação continua sendo realizada nesta noite e na noite de domingo (5).

Aifu voltou a ser realizada neste sábado (4), em Curitiba Amanda Menezes/RPC Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.

Categoria:Paraná